quarta-feira, 2 de maio de 2012

Estamos de volta!!!




Nossa!! Passou rápido, nesse último dia 21 de abril o blog fez dois anos,  mas foram dois anos que começaram muito entusiasmados, com muitas postagens, tava na cozinha direto e achando o máximo a ideia de compartilhar o que vinha fazendo, mas a cada dia ia deixando de lado a ideia de compartilhar, e o pior, deixando de cozinhar, juntou uma coisa com a outra, surgiram vários projetos, e o blog ficava cada vez mais esquecidinho, cada vez postava menos, até deixar de lado. 

Sempre tive a sorte de testar várias coisas diferentes na vida, sempre tive várias oportunidades, me sinto muito lisonjeado e abençoado por isso, foram experiencias fantásticas, contudo, me dei o luxo de sempre querer uma outra novidade, e mais outra, e assim pude conhecer muitas coisas, mas nunca fui um Expert em nenhuma delas, apenas um conhecedor,  nunca me aprofundei, ou me dediquei por completo e por um longo prazo a um determinado projeto, seja ele um hobby, um curso ou até mesmo algo mais relevante,  porém, durante esses dois anos que decidi postar minhas experiencias na cozinha, percebi que muitas pessoas visualizavam os posts, e que de alguma forma eu estava decepcionando aquelas pessoas que em suas pesquisas pela internet buscavam algo novo para cozinhar, uma dica ou até mesmo trocar uma experiencia, eram muitas visitas aos poucos posts que o blog teve nesses dois anos, e agora, com mais tempo e mais focado, resolvi que não é justo comigo, nem com as pessoas, simplesmente deixar de lado, abandonado, esse blog que idealizei com tanto carinho.

 É por isso, que este post marca a retomada das minhas experiencias culinárias, e por consequência a continuação deste projeto!! Prometo tentar, espero que consiga, pelo menos uma novidade a cada semana, começando ainda essa semana. Portanto, aguardem meus caros, que até domingo teremos mais um post bem gostoso!!  Beijos e até lá!    

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Pão de Calabresa



Esse pão de linguiça é muito bom! o preparo é super fácil e rápido, tem que fazer muito,  não sobra nada, o pessoal aqui em casa detona! esse eu fiz com linguiça calabresa defumada, mas fica tão gostoso quanto com peito de peru defumado ou presunto de peru mesmo, pra quem quiser uma versão mais litgh, são só algumas sugesões, mas usando essa base do recheio a criatividade pode voar e fazer do jeito que você mais gostar...
Bem, dito o necessário, vamos para o que interessa: 

Para a massa:

- 2 tabletes de fermento biológico (30g)
- 3 colheres (sopa) de açúcar
- 1 colher (chá) de sal
- 1/2 xícara chá de óleo 
- 3 1/2 xícaras (chá) de farinha de trigo


Para o recheio:

- 1 embalagem de Linguiça calabresa defumada (500g)
cortada em pedaços 
- 1 copo de requeijão (250g) ou a mesma quantidade de cream cheese
- 2 tomates maduros sem pele e sem sementes picados
- 10 azeitonas pretas picadas
- 3 ramos de tomilho
- 1 colher (chá) de sal
- azeite de oliva


Modo de Preparo:

Em uma tigela, dissolva o fermento com o açúcar, o sal e o óleo. Incorpore a farinha aos poucos, alternando com 1 xícara (chá) de água morna, misturando para obter uma massa homogênea e lisa. Amasse com as pontas dos dedos, cubra com um pano e deixe crescer
até dobrar de volume. Em uma superfície lisa, abra a massa com a ajuda de um rolo e espalhe todo o requeijão. Faça o recheio, juntando os tomates, as azeitonas, o tomilho, o sal, junte a calabresa picada e regue com azeite. Espalhe o recheio sobre o requeijão, enrole o pão como rocambole e pincele com gema. Coloque na assadeira e leve ao forno preaquecido
 (180 graus) por 25 minutos. 

Tenho certeza que vocês vão achar uma delícia esse lanchinho, tudo de bom e até a próxima! beijo em todos!!


sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Penne ao gorgonzola com filé e shitake


Eu nunca tive duvidas que cozinhar estar diretamente relacionado com seu estado de espírito. Quando estou me sentindo muito bem uma das primeiras coisas que me dá vontade de fazer entre outras, é cozinhar, mas quando digo bem, é extremamente bem, pra cima, com a auto estima lá no alto, mas infelizmente a vida não é uma cozinha, pelo menos pra mim, e ela tem que andar, temos que ganhar dinheiro, trabalhar, filhos, estudar, isso são as obrigações, sem contar tudo que gosto de fazer, que inclui todas as obrigações(graças a Deus) imagine uma obrigação que você não goste de fazer, deve ser terrível, fora isso, o que adoro fazer e não é obrigação, cozinhar e postar por exemplo, mas fico muito triste de certa forma quando não dá pra fazer os dois, tenho cozinhado pouco, alguma coisa de vez em quando, mas falta tempo pra postar, e os dias parecem estar cada vez mais curtos, gostaria muito que sempre desse tempo pra fazer tudo juntinho, cozinhar e postar, sabe?! mas não dá...
Bem, não dá pra negar que essa lenga lenga toda é pra justificar os mais de dois meses sem postar nada! 
Meu Deus! Isso é horrível! Quando iniciei o blog nunca imaginei que iria ficar um dia sequer sem postar, imagine dois meses. Mas tudo bem, não vou me martirizar por isso,  muito menos perder o estimulo, o importante é encarar de forma saudável, e lembrar sempre que isso é prazeroso pra mim. Cozinhar e compartilhar  isso com vocês me faz bem, e lamentavelmente nem tudo que é prazeroso e nos faz bem podemos fazer todos os dias!
Mas de contra partida pra retomar as postagens, trouxe hoje aqui um prato que adoro, existem oposições é claro, tem gente que acha o molho um pouco forte ou não gosta do chitake, em fim,  é extremamente fácil de fazer e acho maravilhoso, confesso que sou suspeito em falar, pois sou fã incondicional das massas, e esse penne com filé e shitake ao molho de gorgonzola é simplesmente delicioso, espero muito que gostem, vamos lá:      



Ingredientes:


600 g de filé mignon em cubinhos
6 dentes de alho picados
2 colheres sopa de manteiga
2 colheres sopa de azeite
200 g. de shitake picado
250 g. de penne
150 g. de gorgonzola
100 g. de creme de leite
1 xícara de vinho tinto seco
1/2 xícara de leite
salsinha e cebolinha frescas picadas a gosto
sal, noz moscada e pimenta do reino a gosto



Preparação:

Cozinhe a massa com um fio de azeite e uma pitada de sal, deixe-a “al dente”. Frite o alho e a carne (temperada com sal e pimenta do reino) no azeite e manteiga bem quentes.

Junte os cogumelos, a salsinha e a cebolinha e mexa até dourar. Coloque o vinho e deixe reduzir até o molho ficar espesso.

Em outra panela, em fogo baixo, coloque o creme de leite, o leite, o gorgonzola e a noz moscada. Mexa até o queijo derreter e o creme ficar homogêneo. Salteie a massa com azeite e ajuste o sal.

Coloque no prato o molho de gorgonzola, depois o penne e a carne com shitake. Decore com ramos de alecrim. Acompanhe com um bom vinho tinto da uva de sua preferência. Bom apetite.



terça-feira, 8 de junho de 2010

Cebola Outback! (blooming onion)


Gente, semana de prova na facú, muita correria, mas graças a Deus estou de volta, e espero ñ ter mais provas pra fazer fora a de sexta que vem que é a minha reposição da primeira avaliação de processo civil que perdi, meu irmão estava aqui e não deixou eu ir fazer prova e agora, depois de ter me dado muito mal na segunda prova vou ter que ir pra um tudo ou nada... mas como as questões aqui não são acadêmicas e sim gastronômicas vou trazer aqui o responsável por ter me dado tão mal na minha prova de processo civil, a tal da cebola do Outback, minha gente vocês não têm noção do que é essa cebola, mesmo quem não gosta de cebola vai amar essa, falando assim não dá mesmo pra entender, ela pode ser uma entrada ou até um aperitivo, ela é crocante e levemente picante, mas só comendo, e como aqui na nossa quase metrópole Maceió ainda não tem Outback, essa receitinha aí, mesmo dando o maior trabalhão, quebra um galinho, é fácil, mais dá trabalho.  Uma verdadeira delícia.
Vamos ver o que conseguimos fazer:

Ingredientes:
- 4 cebolas grandes
- 1 litro de água
- 2 colheres (sopa) de sal
- 1 xícara (chá) vinagre
- 1 litro de leite
- 5 ovos inteiros
- 2 colheres (sopa) de queijo ralado
- 1 colher de sopa de salsa desidratada
- 1 colher de sopa de pimenta-do-reino moída na hora
- 1 colher de chá de orégano
- Sal a gosto.

Para empanar:
- 500 g de farinha de trigo
- 5 colheres de sopa de fubá

Modo de Preparo:
 Um dos segredos do preparo da receita é a forma de se cortar as cebolas.


 Corte-as a partir do topo, até quase o final da cebola, mas não tanto, ela não pode se soltar, tem que ser tipo, um pouco abaixo do meio da cebola, fatie em forma de "X", depois outro "X" usando os espaços que ainda não foram cortados, imagine uma pizza, até atingir 16 fatias


 Numa vasilha, faça uma salmoura com água gelada, sal e vinagre.


 Coloque as cebolas e deixe de molho na geladeira por 2 horas.


 Retire as cebolas da salmoura, coloque-as de cabeça para baixo numa outra vasilha para escorrer o excesso de água.


 Leve-as para a geladeira novamente e deixe por mais 1 hora antes de fritar. Esse processo além de deixar a cebola com bem pouco líquido que ajudará na crocância, ainda ajudará para que as pétalas da cebola se soltem.                                    
 

Bata no liquidificador (ou com uma colher) o leite, os ovos e o queijo ralado. Coloque numa tigela e acrescente os temperos.


Mergulhe a cebola nesta mistura, retire o excesso e empane na farinha de trigo com fubá.


Retire o excesso de farinha, dando leves batidas e frite em óleo bem quente.

É isso aí, espero que gostem, lembro que esta cebola deve ser feita em um dia de muita inspiração, principalmente para arrumar a bagunça que faz!
Beijos!

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Waffles



As vezes penso muito sobre como seria um mundo ideal, e penso também que ele seria diferente para cada um, todo mundo tem suas particularidades e suas peculiaridades, mas entre inúmeras coisas que queria que o meu mundo tivesse, uma delas era que todas as refeições fossem café da manhã. Gente, eu amo muito café da manhã, apesar de que na maioria dos dias da semana nunca conseguir sentar a mesa para desfrutar aquele café da manhã, mas infelizmente o que me sobra são míseros dez minutos para engolir qualquer coisa, a mais rápida que tiver de preferência, e aí começar o meu dia. Quando eu comprei meu aparelho de waffle, tinha certeza que ele fosse entrar em alta atividade aqui nessa cozinha – mas ele quase não sai do armário, exceto em manhãs de domingo, quando todo mundo ainda estar dormindo e eu acordo bem disposto a fazer e arrumar toda bagunça.

Vou deixar aqui também a receita de duas geléias de laranja e de morango, use a que preferir, fica uma delícia e bem fácil de fazer.


Ingredientes para Waffle

2 xícaras (chá) de farinha de trigo
3 colheres (chá) de fermento em pó
1 colher (chá) de sal
2 colheres (sopa) de açúcar
6 colheres (sopa) de manteiga ou margarina
2 gemas
1 1/2 xícara (chá) de leite
2 claras

Modo de preparo

Junte a farinha de trigo, o fermento em pó, o sal e o açúcar e passe duas vezes pela peneira.
Coloque numa tigela.
Derreta a manteiga (ou a margarina) e deixe esfriar.
Bata as gemas ligeiramente.
Acrescente o leite e torne a bater,
Junte a manteiga derretida já fria e misture bem.
Despeje a mistura de leite na tigela e mexa bem.
Bata as claras em neve firme e acrescente à massa.
Misture delicadamente, com movimentos de cima para baixo.
Aqueça o aparelho para waffles, pincele manteiga ou margarina e asse os waffles.

                                      
Ingredientes para geléia de morango:
½kg de morangos maduros e firmes, sem o cabinho, lavados e secos
1 colher (sopa) de suco de limão
1/3 a ½ xícara de açúcar
Preparo
Em um recipiente raso, coloque os morangos bem juntos, em uma só camada. Regue com o suco de limão e salpique o açúcar. Deixe descansar por 1 hora.
Em uma panela de fundo largo, despeje tudo (inclusive o caldo que se formou) e ponha para cozinhar em fogo moderado, mexendo com cuidado, apenas até os morangos ficarem cozidos. Opcional: Se quiser dar um gostinho, coloque uma casca fina de laranja (com 5cm de comprimento) na hora de cozinhar e retire-a no final.

Tempo aproximado de preparo:
100 minutos aproximadamente para ponto de geléia.


Ingredientes para geléia de laranja:

13 laranjas
4 xícaras (chá) de açúcar (720g)
Casca de 3 laranjas raladas fino
Caldo de 1 limão


Tire a casca das laranjas, deixe a parte branca, parta cada laranja  em quatro pedaços, daí faça algumas fatias desses pedaços, em seguida coloque todos os ingredientes em uma panela. Cozinhe, mexendo de vez em quando, até dar ponto de geléia.
Para testar, coloque um pires vazio no freezer por alguns minutos. Retire um pouco da geléia e derrame no pires gelado. Leve novamente ao freezer por 2 minutos. Incline o pires, a geléia não deverá escorrer.

Conserve as geléias em vidros por até quinze dias na geladeira.

Espero que gostem dos waffles, essa massa é uma delícia, e com uma das geléias que sugeri podem ter certeza que vão amar!
Se não gostarem das geléias, acharem muito doce, sei lá, experimentem com um requeijão ou com algum cream cheese, ficam muito bom também!

Beijos!

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Pão de Queijo



Gente eu amo essa receita de pão de queijo, é uma delícia, tenho certeza que vocês vão amar!
É uma receita muito especial, a mulher do meu irmão, a Carol, mãe do Luiz Felipe, que é a coisa mais linda do tio, tem familia em Minas Gerais, e essa receita foi ensinada a ele pela avó da Carol, mineirinha tradicional e faz essa receita a muitos anos, agora o detalhe é que essa receita ela prometia levar pro túmulo, até essa visita do meu irmão, que acabou convencendo a vovozinha a ensinar a ele, que de tabela, quando o Kaká esteve  aqui em Maceió não deu outra, ele teve que me ensinar, e receita que eu aprendo, faço e gosto, não dá em outra, vem parar aqui... kkkkkk, e meu irmão vai me matar de novo... hehehehe, ele já me prometeu que não vai me ensinar mais nada, mas essa aí não tem mais jeito, já estar aí pra vocês, espero que gostem!

Ingredientes:

500g de polvilho doce
400g de queijo(minas) curado ralado
200ml de leite
75ml de óleo
1/2 colher de sopa de sal
5 a 6 ovos


Modo de preparo:

Coloque o polvilho em uma bacia grande, espalhe o sal em cima do polvilho. Coloque o leite e o óleo em uma panela e leve ao fogo até levantar fervura. Quando isso acontecer, escalde o polvilho. Despeje o leite fervido com o óleo no polvilho. Deixe esfriar um pouco, e mexa. Acrescente o queijo à massa, por último, os ovos. Coloque os ovos de 1 em 1, e amasse sempre. A quantidade máxima depende um pouco do tamanho do ovo. Normalemente usa-se 5. Os ovos devem ser colocados até a massa ficar macia e com uma consistência que permita ser enrolado. Pré-aqueça o forno, enrole os pães de queijo (não se esqueça de untar à mão, com óleo) e coloque para assar até ficar dourado. Pronto. Manteiga ou requeijão acompanham muito bem. Se tiver muita gente pra comer pode dobrar a receita, rende bastante!


Ah, tem um segredinho, se quiser, pode usar só metade desse queijo, e a outra metade pode ser de queijo parmesão ralado, dá um toque especial, e fica tão gostoso quanto!
Beijos, beijos...

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Brownie!






Minha gente eu já estava morrendo de saudades de cozinhar, e de tabela, de compartilhar com vocês também, mas prometo não ficar tantos dias assim sem postar tá?! só se for por força maior como aconteceu nesses últimos dias... mais de contra partida vou postar hoje uma receita para compensar todos esses dias de ausência de guloseimas ok?! E é nada mais nada menos que o famosíssimo brownie com avelãs do meu irmão kaká, que a propósito, como já falei aqui antes, é um chef patisserie de mão cheia! sei que ele vai me matar por estar postando a receita dele aqui, mas com ele eu me viro, o importante é divulgar para todos essa maravilha gastronômica... então, aí vai gente:


Ingredientes:
200 gramas de chocolate meio amargo
100 gramas de manteiga
50g. de avelãs picadas
2 ovos
1 xícara (chá) de açúcar mascavo
1 xícara de farinha de trigo

Modo de preparo:
Leve ao fogo em banho-maria o chocolate e a manteiga até derreter. Reserve. Bata os ovos, junte o açúcar e a farinha, acrescente a mistura do chocolate com a manteiga aos poucos. bata tudo por até 10 min. Acrescente as avelãs picadas e mexa com um garfo mesmo.
Coloque tudo numa fôrma retangular (pequena) untada e enfarinhada. Leve ao forno (médio) pré-aquecido, e deixe por aproximadamente 50 minutos. Deixe esfriar totalmente e corte em pedaços.


Uma dica legal é que o ponto ideal é quando ele estiver todo rachado a parte de cima, você pode fazer o teste do palito também, coloque-o na massa, e ele deve sair meio úmido...
Outra dica, aproveite o sorvete de creme que sobrou do petit gateau, e sirva o brownie com uma bolinha desse sorvete, fica ótimo!
Bem... é isso, espero que gostem! Beijos!

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Petit gâteau


Minha gente, essa é a melhor receita de petit gâteau que já vi, muito gostosa e não é nenhum bicho de sete cabeças como muita gente pensa, e para quem não sabe, petit gâteau é um bolinho de chocolate de casca crocante e recheio bem cremoso, é servido quente, e na maioria das vezes com sorvete de creme. Uma combinação perfeita e uma tentação quase impossivel de resistir...

Embora conhecido mundialmente por esse nome, na França, país onde a maioria das pessoas acreditam ter nascido o petit gâteau, na realidade nem o conhecem por tal nome,que para eles nada mais é que um bolo pequeno ou qualquer bolinho. Para comer lá essa desejada e magnífica sobremesa você deve pedir um "Mi-cuit" ou um "Moelleux au Chocolat".

No entanto, sem se ter muita certeza, acredita-se que aconteceu em Nova York, nos anos 90, por acidente, e das mãos de um "sous chef"(chef substituto) francês, ele teria tirado o bolinho antes do tempo certo de cozimento total, e assim, resultando nesse maravilhoso presente para a gastronomia mundial, e foi assim também que o "Mi-cuit" virou "Peti Gâteau". Dali espalhando-se pelo mundo,e chegando ao Brasil, conquistando a todos, e onde hoje frequenta as melhores mesas.

Bem mais simples e mais fácil de fazer do que se imagina, o petit gâteau tem apenas dois segredinhos. O primeiro é bater bastante a massa, quanto mais bater, melhor fica.  O segundo segredo é assá-lo em forno bem quente, pelo tempo necessário para tornar firme as laterais da massa e deixar o miolo cremoso.Para isso espere de 8 a 10 minutos, dependendo do forno e do tamanho da forma. Até que você pegue o tempo ideal de quantos minutos o petit gâteau precisa parar assar no seu forno, fique atento à massa enquanto ela está assando. O ponto ideal é quando as bordas já estão assadas, elas vão estar mais altas e você notará uma leve depresão no meio de cor mais escura, é o sinal que já estar no ponto, e o miolo já estar cremoso. Se não quiser se arriscar tanto, teste primeiro uma forminha antes de assar as demais.

O petit gâteau deve ser assado em  pequenas formas individuais. Fazendo tudo certinho, usando bons igrendientes e de olho nos detalhes, raramente dará errado, se caso aconteça tente novamente, vale muito apena! Vamos para receita desta delícia:



INGREDIENTES:

100g de chocolate em barra meio amargo ou amargo picado.
100g de manteiga sem sal
100g de açúcar refinado
50g de farinha de trigo
1 pitada de sal
2 ovos inteiros
2 gemas
cacau em pó - para polvilhar as formas

MODO DE FAZER
Unte muito bem, as formas com manteiga e polvilhe com cacau em pó.
Numa vasilha, derreta em banho-maria o chocolate junto com a manteiga  até obter uma pasta lisa, brilhante e homogênea. Desligue o fogo e reserve mantendo a tigela na água quente. Se, preferir, use o microndas.
Separe as gemas das claras. Numa outra vasilha, coloque as claras e, depois, junte todas as gemas, passando-as por uma peneira para tirar a pele.
Bata os ovos na batedeira até aumentarem de volume e clarearem um pouco.
Acrescente o açúcar e continue batendo até que fique bem incorporado.
Acrescente a farinha de trigo e a pitada de sal e bata, também, até incorporá-la bem. 
Reserve em outro recipiente para liberar a batedeira, pois agora você precisa-rá bater bem apenas por 2 minutos a pasta do chocolate, em seguida volte com a mistura dos ovos para a batedeira e vá acresentando aos poucos a mistura do chocolate, sempre batendo. Use a espátula para ajudar na mistura da massa com o chocolate. Bata tudo muito bem.
Com uma colher, encha as formas com a massa, até pouco mais que a metade, deixando pelo menos um dedo abaixo da borda.
Cubra as formas com filme e coloque na geladeira por duas horas, no mínimo.
Vinte minutos antes de assar, acenda o forno na temperatura máxima.
Coloque as formas numa única assadeira para facilitar o manuseio e ponha para assar no forno, sempre na temperatura máxima. Daí pra frente, olho no relógio e no forno. Depois de tirar do forno, aguarde uns 3 minutos para que ele esfrie apenas o suficiente para não estourar o creme na hora de desenformar.
Normalmente, ele sai fácil da forma. Mas, caso sinta que ele ainda não se desprendeu totalmente, solte-o passando uma faquinha de ponta em torno da borda interna da forma.
Para desenformar, coloque o prato em que será servido virado de cabeça para baixo sobre a forminha e vire.
Decore com uma folha de hortelã, uma cereja, ou da forma que melhor lhe agradar e sirva com sorvete. O mais comum é servir com sorvete de creme, mas escolha o sabor que mais gostar. Pistache, por exemplo,cai muito bem. 

Dica: A massa pode ser conservada na geladeira por uma semana sem assar ou congelada. Congele a massa crua já enformada e, quando quiser assar, retire do freezer e deixe descongelar por 3 horas na geladeira.

Um grande beijo pra todos, e aproveitem esses dois prazeres, o de fazer o petit gâteau e o de come-lo!  ;o)

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Café da manhã


Oi pessoal!
O post hoje vai ser um pouco diferente, em homenagem ao dia das mães,  ao invés de uma receita, quero deixar algumas dicas para quem quer fazer aquele café da manhã bem caprichado e super especial, como foi o nosso aqui hoje, claro que não tem segredo em organizar um café da manhã, mas existem alguns cuidados e um pequeno cronograma a seguir para não dar nenhuma furada na grande hora, dá um trabalhinho, se for surpresa um pouco mais, mas até pelo cansaço do que por outra coisa, pois pra surpreender a mama  logo cedo, tive que varar madrugada a dentro para que assim que ela acordasse estivesse tudo pronto. E foi assim que aconteceu, graças a Deus, deu tudo certo, um verdadeiro café cinco estrelas, com tudo que ela mais gosta. Vamos a um passo a passo rápido, vou tentar ser objetivo, isso vai lhe orientar, e não vai deixar que você fique batendo cabeça e perdendo tempo na hora de se organizar.

É fundamental antes de tudo, decidir o que vai servir, o seu menu, entre os  pães, frutas, frios, cereais, patês, geléias e bebidas,  selecione os de sua preferência.
A variedade desses determinados itens fazem com que se tenha uma mesa mais bonita, daquelas que enxem os olhos, nesse café além das torradas, ainda usei mais sete tipos de pães diferentes, foram eles: Pão francês, pão de queijo tradicional e mineiro, pão de batata, pão de azeitona, ciabatta, e pão integral com ameixa. No mesmo sentido foram os frios, variedade e qualidade vão sempre ser muito importantes para atingir esse efeito de super café da manhã, vamos aos queijos que usei: mussarela, queijo do reino, queijo de cabra, queijo qualho, assado e frio, e queijo minas, isso sem contar com o cream cheese e requeijão. Agora os presuntos e demais: Peito de perú defumado, presunto de perú, blanquet e um pouco de um bom presunto crú, no lugar onde comprei tinha o "de Parma" e o "Pata Negra", fiquei muito tentado a comprar o "Pata Negra"( o melhor presunto do mundo) mas tava muito caro, a relação de compras ainda era grande... rsrsrs, fiquei com a outra opção, muito bom presunto também, mas nada comparado ao espanhol "Pata Negra",o qual degustaremos em uma outra oportunidade, quem sabe rsrsr...
Já nos cereais não exagerei em nada, usei só o tradicional mesmo, as geléias foram de frutas vermelhas e laranja, industrializadas mesmo, de uma marca que minha mãe gosta, os patês deixei que minha irmãnzinha escolhesse, ela insistiu, e trouxe de atum, gorgonzola, ricota, presunto e dei um pitaco e peguei um antepasto berinjela.
Complementei a comilança com aquelas rodelinhas de salsicha com tomate e cebola bem picadinhos num molho de tomate bem gostoso, ovos mexidos normais e mexidos com presunto de peru e queijo mussarela picadinhos, delícia, e tapioca, feita na hora com recheio de queijo qualho. Pra beber não tem erro: sucos de fruta, água de coco, iogurte, leite e café.
Com tudo comprado, vamos montar esse café, uma louça bonita dá um visual diferenciado, uma toalha de mesa, talheres e copos, usei travessas para cada coisa, uma para todos os pães,onde arrumei um pouco de cada tipo,mais duas cestinhas, uma para o pão de queijo e outra para as torradas, outra travessa para os frios, todos enroladinhos formando aquele prato bonito, cheio de cores e formas, outra arrumei as frutas, o mamão, melão e a melancia já cortadinhos e mais três menores, para os ovos e para as salsichas, os patês a manteiga e o cream cheese em potinhos menores e individuais, os itens industrializados já com embalagens  como os requeijões, geléias,creme de avelã e chocolate em pó, deixei-os separados, organizados numa bandeja pequena, outra bandeja com as jarras de suco. E assim estava tudo pronto! foi tudo muito bom, tudo muito gostoso, melhor ainda foi o dia maravilhoso que tive com  minha mãe! espero que do mesmo jeito tenha sido o dia de vocês! 

Forte abraço e grande beijo! 


sexta-feira, 7 de maio de 2010

Penne ao molho de camarão




Olá! O post de hoje é um dos pratos preferidos do meu filho mais novo, e meu também, essa receita é muito gostosa, fica uma delícia, é sucesso sem dúvida, Na realidade não é ao molho de camarão, vamos fazer o molho béchamel( molho branco) e acrescentar a esse molho os camarões refogados, hunn... fica bom viu! É só seguir o passo a passo direitinho que não tem erro, vamos aos ingredientes e ao preparo:

INGREDIENTES:

1 copo de leite ( 250Ml)
1 colher de sopa cheia de manteiga
2 colheres de sopa de farinha de trigo
sal, pimenta do reino e noz-moscada a gosto
300g. de camarões médios sem casca e sem cabeça
300g de penne
azeite
salsinha
1 unid.cebola
2 dentes de alho
Queijo parmesão


PREPARO:


Vamos começar colocando dois litros de água para ferver com um "fio de azeite" e sal a gosto,em quanto a água ferve tempere os camarões com sal, um dente de alho amassado e o suco de um limão, reserve, a água já deve estar fervendo, despeje a massa, observe na embalagem o tempo de cozimento, pelo amor de Deus, não deixe a massa ficar papa, fica horrível, esse penne tem que ficar al'dente, durinho, agora vamos refogar os camarões, derrame uma colher de sopa de azeite em um frigideira, refogue a cebola bem picadinha, acrescente o alho do mesmo jeito e em seguida após dispensar o suco do limão e o alho, os camarões, refogue-os bem e reserve. Vamos fazer agora o molho béchamel, é importante lembrar que esse molho é uma receita original francesa e acrescentar algum tipo de creme de leite ou queijo por exemplo pode descaracteriza-lo. Para iniciar, derreta a manteiga e aos poucos misture a farinha de trigo, deixando formar um creminho levemente dourado,a seguir coloque o leite também aos poucos e mexa até engrossar, acrescente os temperos e está pronto, lembre que todo processo do molho deve ser feito em fogo baixo. Jogue os camarões no molho e em seguida a massa, mexa com cuidado, salpique a salsinha e queijo parmesão e sirva imediatamente.

Agora é só esperar os elogios, e eles virão, pode ter certeza! Aproveitem bem essa delícia de prato...
Beijos e abraços...

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Comida da boa!





Gente, esse post não podia ser diferente, hoje não vai ter receita nenhuma, mas é por um motivo muito especial, digamos que o que aconteceu ontem foi um divisor de águas para o blog, marcou definitivamente o pouco tempo de existência do "Comidinha que Amamos", e quero muito compartilhar esse momento com vocês, o blog estar nascendo de forma forte, com um aval de peso, dentre todos os blogs culinários que leio, blogs bons, conceituados, notei algo em comum entre eles, algo que realmente os diferenciam dos outros, tô falando da marca Cyber Coock, um conceituado e especializado site culinário, uma verdadeira comunidade de apaixonados pela cozinha, e o fim não pode ser outro, é uma troca frenética de receitas, todos os dias, das mais variadas, para todos os gostos, em fim... esse site criou um selo chamado: "Comida da Boa" onde ele contempla os blogs que atendem a pré-avaliações e cumprem determinados pré-requisitos para merece-los, e estes, além de serem um referencial para o blog é um link direto para o Cyber Coock, onde lá terá matérias super bacanas falando daquele determinado blog.
Bem, quero dizer que estou muito feliz e me sinto, além de prestigiado, lisonjeado por assinar um blog que carregue a marca deste selo, a responsabilidade aumenta, mas o empenho e a dedicação que tenho por isso tudo muito mais. Quero agradecer meus amigos e a toda equipe Cyber Coock pela credibilidade nesse blog depositada e por esse privilegio, e quero deixar aqui nesse post na integra o comentário o qual fui informado da contemplação do blog pelo selo "Comida da Boa" postado por Viviane Cavalcante, acompanhem abaixo o que ela escreveu,

"Olá

Tudo bem com você?

Eu sou a Viviane Cavalcante, do Cyber Cook. Estou lhe escrevendo para dizer que o Comidinha que Amamos será citado em nossa sessão recem criada chamada "Aqui tem Comida da Boa", onde nossa equipe irá regularmente fazer a indicação de blogs que tratam sobre culinária e que tenham a qualidade necessária para que possamos indicá-los aos nossos visitantes.

Para nós é um grande prazer poder realizar esta indicação, pois só assim atingimos nosso objetivo principal que é divulgar a culinária de boa qualidade para todos na web.

Caso você deseje colocar o selo em seu blog, acesse este
link e cole o código do selo escolhido em seu blog. Lembre-se que este endereço é exclusivo para o seu blog, pois nele tem o link que aponta para a página do Cyber Cook que está a indicação.

Parabéns e, qualquer dúvida, entre em contato comigo direto pelo
Suporte Cyber Cook, sem problemas."

Pessoal, acreditem, foi uma sensação maravilhosa, uma noticia em tanto! é isso aí, muito bom poder compartilhar esse momento aqui com vocês, beijo pra todos!! amanhã tem mais!

terça-feira, 4 de maio de 2010

Cookies!!




Antes de mais nada, quero muito dedicar essa receita de hoje a grandes e especiais amigas, das melhores, brincávamos hoje a respeito da enorme quantidade de acessos que o blog vem tendo,rsrsrsr... e que publico os posts como se estivesse escrevendo para tal público, assim, como estou fazendo agora, mas na realidade estou escrevendo pra ninguém,rsrsrs..., pra elas agora, digo pra vocês! hehehehe, E é bem verdadeque que só falei do blog pra elas mesmo, e pra família, pelo menos até agora, e enquanto esse grande público ñ toma ciência desse humilde caderninho eletrônico de receitas,vai essa aí hoje muito especial pra vocês meninas, em ordem alfabética pra não ter briga hein?! Ingrid, Loló, Nilvinha, Ráfa e Sarinha, muitos bjos, adoro todas vocês, aproveitem essas receitinhas deliciosas tá?! Bem, hoje quando vi a receita desse cookie admito que não tinha botado muita fé, achei que não ia ficar legal, sei lá, um cookie sem açucar, sem ovos, mas com leite condensado, fiquei intrigado com qual resultado teria, resolvi fazer e imaginem só: Ficaram muito bons, simplesmente uma delícia, como bem colocou uma colega do blog no calor do fugão(delícia gente esse blog, muita coisa boa), o proprio leite condesado fez toda diferença e deixa um cheiro irresistivel, outra coisa que ela comenta que pude constatar, são visualmente muito normais os biscoitinhos, mas você só se dá conta que estar apaixonado por eles quando você acaba de comer o sexto e já estar pensando em comer o sétimo, o nome dela é Letrícia e diz isso com uma prioridade enorme... acreditem, vele apena total provar esses cookies! vamos ver certinho o que leva e como faz:


Ingredientes:

- 1 lata de leite condensando
- 1 pacote (200 g) de manteiga em temperatura ambiente
- 2 1/2 xícaras de chá de farinha de trigo
- 100 g amendoins assados, sem a pele rosa e sem sal
- 200 g de chocolate meio amargo picadinho
- 1 colher de sobremesa de essência de baunilha
- 1 colher (café) de bicarbonato de sódio
- 1 colher (café) de sal


Modo de preparo:



Bata a manteiga e o leite condensado na batedeira até obter um creme esbranquiçado.
Desligue a batedeira e acrescente à mistura os amendoins e o chocolate picado. Mexa bem com uma colher de pau. Acrescente então os ingredientes secos peneirados e, por último, a essência de baunilha. Misture até que tudo fique bem incorporado.
Chegou a hora de modelar os biscoitos,com as mãos vá formando bolas do tamanho de nozes.
Disponha as bolinhas de massa em assadeiras forradas com papel manteiga e leve-as ao forno pré-aquecido a 180ºC até que comecem a corar nas bordas.
Deixe que os biscoitos esfriem bem sobre uma grade antes de guardar num recipiente fechado.
A receita rendeu uns 70 biscoitos.

Beijão pra todos...

Tomate seco ou antepasto de berinjela?




Nossa... Que dúvida, são muito gostosos! Ficam maravilhosos com muita coisa: salada, torradas, canapés, sandwichs, pizzas... E claro, eu adoro! Vou deixar essas duas receitinhas aí pra vocês se deliciarem e ficarem com essa tremenda responsabilidade de decidirem esse dilema, esse duelo gastronômico, ai eu queria ter que tomar uma decisão dessa todo dia, mas não pode né?! muito azeite...muito pão... muita caloria... Ah meu Deus, as calorias, me livre delas... não, não, brincadeira, faça isso não, só um pouquinho, o excesso eu tiro de outro jeito, rsrs. Vamos para os ingredientes e o preparo desses elegantes acompanhamentos:

Tomate seco

INGREDIENTES:


4 kg de tomates maduros e firmes
1 xícara (chá) de açúcar
1 colher (sopa) de sal
1 cabeça de alho em lâminas
1 xícara de azeite de oliva extra virgem
manjericão e alecrim frescos
Orégano

PREPARO:

Lave e corte os tomates no comprimento, tire as sementes, coloque-os nas assadeiras com a pele virada para a assadeira, salpique sobre as metades o açúcar e o sal bem misturados, leve ao forno em temperatura média-alta (200°) por 1h. e 30m. (vai formar água), retire do forno, coloque as metades delicadamente no escorredor de macarrão, lave e seque a assadeira (isso é o principal para o sucesso de sua receita), volte as metades à assadeira, desta vez de boca para baixo (pele para cima), novamente 1h. e 30m. de forno médio (180°) repita o processo de retirá-los, colocar no escorredor, lavar e secar assadeira, volte ao forno pela 3ª e ultima vez, agora por cerca de 30 minutos, desligue e deixe esfriar dentro do forno.

Em quanto isso, em uma panela pequena coloque o azeite, quando estiver quente, jogue o alho em lâminas e tire do fogo (só para tirar o ardor do alho crú), acrescente orégano, em um vidro com tampa coloque em camadas as metades de tomate dobradas ao meio (ajuste o sal, geralmente não precisa acrescentar mais, depende de seu gosto), regue com o azeite, alho, orégano,manjericão e alecrim, continue fazendo as camadas, se você gosta de alho, coloque mais, se quiser, coloque mais azeite, também pode acrescentar champignon em lâminas
Deixe na geladeira, no dia seguinte estará melhor.



Berinjela

INGREDIENTES:

4 beringelas sem casca cortadas em palito pequenos
2 colheres bem cheias de sal grosso
Orégano a gosto
1 cabeça de alho em lâminas
2 cebolas cortadas em cubos
1 xícara de azeite
2 caldos de legumes
Louro, orégano, manjericão, pimenta de cheiro e outros temperos de sua preferência
100 g de azeitona sem caroço (opcional)
1 colher (sopa) de açúcar
1 xícara de vinagre

PREPARO:

Deixe a berinjela de molho na água com sal e orégano por 2 horas, escorra e reserve
Coloque o óleo em uma panela grande e adicione o alho e a cebola, refogue por 5 minutos
Coloque a beringela escorrida e os outros ingredientes, menos o açúcar e vinagre, cozinhar por 10 minutos, deixe esfriar, depois de frio acrescente o açúcar e o vinagre, leve à geladeira.

Espero que gostem, abraços!

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Nachos muchachos!



Gente, eu sou um gordinho que gosta de comer, como qualquer outro que já tenha conhecido na minha vida, sou do tipo que se pergunta "o que não gosto" pois gosto mesmo de quase tudo, mas gosto de comer coisa boa, boa diga-se gostosa, sou curioso também em relação a diversidade culinária em torno do mundo, e é claro que hoje com todos os meios de comunicação fica bem mais fácil pesquisar sobre qualquer coisa, alguma receita que se queira conhecer, diversos ingredientes de diferentes tipos e etc, e até agora aqui no blog só postei receitas que realmente gosto, comidas que faço quando vou cozinhar, e isso não é diário, uma pena, não me deixam muito expandir o meu menu, sempre estão pedindo alguma coisa que já fiz na semana passada ou há algumas semanas atrás, e fazendo disso um ciclo pouco sortido de receitas, poucas, mas deliciosas receitas, e nessa busca de novas comidinhas, (novas para esse restrito cardápio), meu irmão Kaká, Chef pâtissier dos bons, mesmo não sendo sua praia, me ensinou uma receitinha muito boa, e adivinham o que mais? É fácil, barata e muito gostosa, claro! se não tiverem tais características elas não iriam estar aqui neste humilde bloguinho, e como já havia dito o quanto acho interessante a diversidade gastronômica, hoje vamos de México, Nachos!! Sim para os muchachos e chicas que estão com fome e querem comer algo rápidinho e bem saboroso...
Antes de ir aos ingredientes, quero só lembrar que vamos usar uma versão bem prática, e assim não vamos fazer as tortilhas nem o sour cream e iremos desta forma ganhar tempo, sem perder muito sabor, usaremos os famosos Doritos® e um cream cheese de sua preferência, que diga-se de passagem não deixam a desejar e atendem bem a expectativa para este prato, sem mais, vamos por a mão na massa:
ingredientes:

½kg de carne moída, de primeira (o de segunda além de ser cheio de nervos, solta muita gordura e dificulta o cozimento);
½ cebola bem picadinhas;
óleo para dourar a cebola e fritar a carne;
250g. de queijo de sua preferência(mussarela, cheddar...), picado em quadradinho ou ralado;
2 pacotes de Doritos®;
molho de tomate com teor picante;
catchup picante;
pimenta em pó (ou em grão, desde que você tenha um moedor), afinal, esse prato é originalmente mexicano.

um pote de 250g de cream cheese.
modo de preparo:
coloque óleo suficiente para que cubra ligeiramente o fundo da panela;
ligue o fogo e coloque a cebola picada;
quando a cebola estiver douradinha, adicione a carne devidamente temperada e misture;
vá mexendo a carne da panela para cozer uniformemente;
adicione o molho de tomate e o catchup e mexa bem para misturar;
coloque pimenta a gosto, mas eu indico colocar um pouco mais do que só seu gosto;
misture tudo novamente para difundir o território da pimenta;
adicione o queijo e mexa tudo muito bem e constantemente para não grudar (mesmo que isso seja inevitável).
aqueça os Doritos® salpicados com queijo no forno até que o queijo derreta
disponha a carne em um recipiente, o cream cheese em mais um e o Doritos® em outro( a carne sobre o Doritos® vai deixa-lo mole).
sirva imediatamente com uma bebida bem gelada de sua preferência. A pimenta é "braba" rsrsrs...
Aproveitem! Tudo de bom!
Forte abraço...